Como Funciona a Gorjeta no Canadá

No Brasil é costume dar 10% de gorjeta na conta do restaurante quando o serviço é bom, mas a taxa é opcional. No Canadá as regras são bem diferentes, e você não vai querer fazer feio. Saiba como lidar com a gorjeta no continente Norte Americano!...


Obrigatoriedade
Diferente do Brasil, no Canadá o uso de gorjetas é quase que obrigatório. Não existe uma lei específica, e ninguém vai chamar a polícia se você não pagar a gorjeta, mas ela é esperada até mesmo quando o serviço foi apenas “regular”. A boa etiqueta diz que para um serviço “terrível” uma gorjeta entre 5% a 10% ainda é esperada. Para serviço “regular”ou “bom”15% é o costume. Mas se você recebeu um serviço excepcional, muito acima do esperado, uma gorjeta entre 20% a 25% é comum.

A gorjeta é esperada no valor da conta antes do imposto ser cobrado (saiba mais sobre imposto/ taxas no Canadá aqui). Alguns restaurantes incluem a gorjeta na conta para grupos de 6 ou mais ou para restaurantes que atendem muitos turistas que não tem em seu país o costume de dar gorjetas.

Serviços
Outra diferença está no tipo de serviço. Enquanto no Brasil o comum é dar gorjeta em restaurantes, no Canadá quase todo tipo de prestação de serviços espera por uma gorjeta. Além dos restaurantes e bares, salões de beleza, spas, táxis entre outros esperam um minímo de 10%.

Alguns serviços prestados em balcões (lojas, cafeterias, locadoras, etc) podem ter uma jarra para gorjetas, mas fica a encargo do indíviduo deixar uma gorjeta ou não. Pare esses tipos de serviço não é esperado nenhuma gorjeta, com exceção de bares e boates, quando bebidas são compradas com o barman. Nesse caso, quanto maior a gorjeta, mais ágil será o atendimento para você.

Hotéis
Cerca de $2 a $5 são costumeiros pelo serviço de levar sua bagagem ao quarto, serviço de manobrista, serviço de limpeza e qualquer outro serviço que tenha sido oferecido a você.

Sua escolha
Deixar gorjeta é uma escolha do cliente: não é obrigatório, mas é esperado. No geral, garçons e garçonetes não são bem pagos no Canadá, e o “ganha pão” deles depende das gorjetas. Em muitos restaurantes o atendente deve dividir a gorjeta com os funcionários da cozinha e com o hostes, que não têm contato direto com o público, e no fim dia uma fatia dos 15% de gorjeta que o atendente recebeu será distribuída entre os outros funcionários. Se o atendente não recebeu 15% no valor total das vendas, terá de pagar a gorjeta para os demais funcionários do próprio bolso. Esse sistema não acontece em todos os estabelecimentos, mas em grande parte.

Outra questão que os atendentes chamam a atenção é em relação a problemas que não poderiam ser evitados por eles. O Trip Advisor dá o exemplo, se a comida não estava boa, a culpa é da cozinha e não do garçon, e o mesmo não deveria sofrer as consequências, já que o serviço prestado foi bom, apesar da comida. Se o serviço foi lento, porque a cozinha está lenta, o garçon também não deveria arcar com o prejuízo. E se o serviço realmente foi péssimo, o Trip Advisor recomenda que o cliente deve, ao invés de não deixar gorjeta, procurar o gerente e fazer uma reclamação. Muitos gerentes acabam oferecendo descontos ou coupons para uma futura visita em agradecimento ao feedback. Se a comida não está boa, avise o atendente ou o gerente imediatamente: se você comer antes seu argumento perde credibilidade.

Ao sair do Brasil devemos nos lembrar que estamos entrando em outro país, com uma cultura diferente e hábitos distintos. E nosso povo faz a nossa fama. Por isso, na próxima vez que comprar algum serviço no exterior fique atento à etiqueta local e siga sua intuição!



Nenhum comentário:

Postar um comentário